Hidrelétrica Teles Pires: Energia Eficiente

Categoria: Imprensa


Compartilhe este espaço. Esta área é destinada aos jornalistas.
Aqui você encontra Avisos de Pauta, Indicação de Fontes e Releases.
Para entrar em contato com a Assessoria de Imprensa, mande seu e-mail para:
comunicacao@uhetelespires.com.br

Equipe de Operação da UHE Teles Pires recebe Certificação Técnica

10/03/2017. Publicado em Imprensa, Notícias, Novidades.
IMG-20170224-WA0008

A Usina Hidrelétrica Teles Pires acaba de certificar 15 colaboradores que atuam no setor de Operação da usina. Os profissionais foram aprovados no Curso de Certificação Técnica para Operadores ministrado pela CiberCentro, empresa especializada neste tipo de certificação.

A atividade iniciou em outubro com definição do conteúdo programático que abordou os procedimentos de rede do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), manual de operação dos equipamentos da UHE Teles Pires, manobras de bloqueio dos equipamentos para intervenção dos equipamentos e manual de operação do vertedouro. Entre os meses de novembro e fevereiro os colaboradores estudaram e realizaram provas simuladas e de certificação.

De acordo com o gerente de Operação e Manutenção da UHE Teles Pires, Müller Cáffaro Gonçalves, o treinamento é de extrema importância tanto para o empreendimento quanto para os colaboradores. “Certifica que toda a equipe responsável pela operação do empreendimento possui plenos conhecimentos dos procedimentos de rede do ONS, bem como dos principais procedimentos internos necessários para a operação e manutenção da Usina”, pontuou.

O técnico de operação júnior, Rogemberg Almeida Salvador, atua desde 2014 no empreendimento. Formado em eletrotécnica, foi um dos participantes do curso. “O treinamento é importante para o desenvolvimento e aperfeiçoamento profissional nas operações que envolvem o Sistema Interligado Nacional (SIN) e os subsistemas de distribuição de energia. Aprendi a ter como meta o crescimento profissional e o real cumprimento dos objetivos, respeitando a todos, primando pela aplicação dos conceitos de segurança requeridos pela empresa, no zelo pela integridade física da equipe e dos equipamentos”, destacou o profissional.

A Usina Hidrelétrica Teles Pires, localizada na fronteira dos municípios de Jacareacanga (PA) e Paranaíta (MT), está entre os maiores empreendimentos hidrelétricos do Brasil, com potência instalada de 1.820 megawatts, energia suficiente para abastecer uma população de cinco milhões de habitantes. Dentro da área de atuação são desenvolvidos 45 programas socioambientais integralmente alinhados aos princípios da sustentabilidade que buscam a preservação ambiental da fauna, flora, água e solo local, além  da promoção de atividades culturais, econômicas e sociais na região. O empreendimento foi implantado e é operado pela Companhia Hidrelétrica Teles Pires (CHTP), formada atualmente pelas empresas Neoenergia, Eletrobrás Furnas e Eletrosul.

Continuar lendo esta matéria »

CHTP e Prefeitura de Paranaíta entregam mudas para reflorestamento

08/03/2017. Publicado em Imprensa, Notícias, Novidades.
Secretario de Agricultura de Paranaíta e produtores da Comunidade São Vicente

Cerca de 100 produtores rurais de Paranaíta devem receber nos próximos meses um kit com aproximadamente mil mudas de árvores nativas destinadas à áreas de reflorestamento para recuperação do passivo ambiental nas propriedades. A distribuição das mudas está sendo feita pela Secretaria de Agricultura de Paranaíta, por meio de uma parceria entre a prefeitura e a Companhia Hidrelétrica Teles Pires (CHTP).

As mudas são produzidas no viveiro Eco Vida, localizado na comunidade Entre Rios, no Assentamento São Pedro. A unidade, cedida pela Prefeitura de Paranaíta e mantida pela CHTP, produz mudas de aproximadamente 275 espécies a partir da coleta de sementes na região de abrangência da Hidrelétrica Teles Pires. O trabalho é realizado pela empresa Elo Ambiental e visa preservar as espécies por meio de ações de reflorestamento no empreendimento e seu entorno, além de colaborar com ações de recuperação de áreas degradadas, campanhas ambientais e incentivo à produção de frutas junto aos produtores rurais que participam do Projeto de Revitalização do Assentamento São Pedro (PRASP).

“Além da recomposição florestal no entorno do reservatório da UHE Teles Pires e das ações do PRASP, temos essa parceria com a Prefeitura de Paranaíta para atender os produtores locais que precisam recuperar áreas de Preservação Permanente e proteger as nascentes. É uma atividade que estuda a vegetação florestal da região, produz mudas e auxilia na regularização do passivo ambiental”, explicou o coordenador do Programa de Salvamento de Germoplasma Vegetal e Implantação do Viveiro de Mudas da CHTP, Arthur Loiola.

Até agora foram entregues, por meio da parceria, 20 mil mudas de 70 espécies, sendo 8,5 mil para o Assentamento São Pedro e 11,5 mil para outras comunidades de Paranaíta. Essas últimas foram disponibilizadas no mês de fevereiro para os produtores cadastrados na Secretaria de Agricultura. “Entregamos cinco mil mudas para a Comunidade São Vicente e o restante para produtores do entorno da cidade. Vamos atender nos próximos meses cerca de 100 produtores com as mudas. Os proprietários rurais que não estão cadastrados e que precisam recuperar as APP’s também podem procurar a Secretaria para solicitar mudas”, disse o Secretário de Agricultura de Paranaíta, Maurício Rizzieri.

Entre as espécies distribuídas estão mudas de ingá, paineira, açaí, ipê, pata de vaca, jenipapo, cedro rosa, peroba, amapaí, champanhe, guarantã, mogno, flor de paca, timburí e  angelim saia.

Continuar lendo esta matéria »

Comunicado Mudança de Endereço CHTP

18/11/2016. Publicado em Destaque, Notícias.
comunicado-chtp-endereco

Continuar lendo esta matéria »

CHTP promove campanha de combate às queimadas

13/10/2016. Publicado em Imprensa, Notícias, Novidades.

A Companhia Hidrelétrica Teles Pires (CHTP), realizou nos meses de setembro e outubro a Campanha de Conscientização de Prevenção e Combate às Queimadas nos municípios de Alta Floresta e Paranaíta com distribuição de material informativo e promoção de teatro educativo em unidades escolares. Cerca de 500 alunos, da educação infantil ao 9º ano das escolas municipais Cristo Redentor, Maria Quitéria e Tancredo de Almeida Neves, localizadas no assentamento São Pedro, em Paranaíta, assistiram a peça teatral promovida pela CHTP.

O objetivo dessa atividade foi o de mobilizar os jovens estudantes para que eles sensibilizem a população sobre as consequências das queimadas. “A prática de queimadas acaba sendo utilizada como meio mais rápido de eliminar o lixo doméstico nas cidades e a vegetação na zona rural, para limpeza de áreas. E essa campanha abordou o que as queimadas podem causar à nossa saúde e ao meio ambiente como doenças respiratórias e alérgicas, destruição do ecossistema com impactos negativos ao solo, aos animais, à vegetação entre outros malefícios”, explicou a coordenadora de Socioeconomia da CHTP, Marcileny Miranda.

O personagem Tião, interpretado pela bióloga Fabiana Cabral, da empresa Elo Ambiental, parceira do projeto, abordou o assunto de forma simples e bem humorada, mas sem perder a objetividade do tema, com interação dos alunos e corpo docente das escolas. Além do teatro, a CHTP afixou cartazes educativos sobre as queimadas em pontos estratégicos de grande circulação da população de Alta Floresta e Paranaíta como supermercados, órgãos públicos, sindicatos rurais e aeroporto, assim como a publicação desse material em redes sociais e jornais.

A diretora da Escola Cristo Redentor, Maria Lombardo, da comunidade Santa Marta, conta que nos últimos anos a situação no assentamento melhorou muito. “Antigamente tinha muita fumaça aqui, hoje já está mais controlado. As palestras e os trabalhos com os alunos acabam ajudando muito nesse processo de conscientização. Têm famílias que não queimam nem as folhas, elas utilizam para compostagem”. A estudante Valéria Gezualdo, do 9º ano da Escola Maria Quitéria, da comunidade Sombra da Manhã, destacou a importância da realização de atividades de sensibilização sobre as práticas de preservação e recuperação do meio ambiente nas unidades escolares. “As pessoas ficam mais conscientes do que estão fazendo e vão melhorando. Ao invés de queimar, é só juntar aquela madeira em um canto para se decompor. Queimar só vai prejudicar a saúde e o meio ambiente e com práticas erradas o que vai ser do mundo?”, pontuou a aluna.

Continuar lendo esta matéria »

CHTP promove 1ª reunião do Conselho Gestor do Projeto de Revitalização do PA São Pedro

10/10/2016. Publicado em Imprensa, Notícias, Novidades.
dsc09574

A Companhia Hidrelétrica Teles Pires (CHTP) promoveu no dia 06 de outubro a 1ª Reunião do Conselho Gestor do Projeto de Revitalização do Assentamento São Pedro (Prasp). Nesse encontro, foi definida a comunidade onde será construída a sede do centro comunitário que vai atender os moradores da gleba em diversas atividades e ainda vai alojar cooperativas mistas que utilizarão o espaço para venda e escoamento da produção local.

Em votação, os membros do Conselho escolheram a comunidade Jardim do Éden para abrigar o prédio do futuro centro que é uma das várias benfeitorias que o Prasp vai levar ao assentamento. Nos próximos três anos esse projeto vai destinar cerca de R$ 8 milhões de reais em investimentos por meio de recursos alocados pela CHTP junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Também está em andamento, o diagnóstico socioeconômico dos moradores das 21 comunidades que compõem o assentamento. “Esse levantamento servirá para reunir informações sobre o número de moradores, o que cultivam e comercializam, além de outros dados importantes para o desenvolvimento e fomento da cadeia produtiva da região”, atesta a coordenadora de Socioeconomia da CHTP, Marcileny Miranda.  Para essa semana, estão previstas atividades de apoio à elaboração do estatuto de uma cooperativa mista.

O Prasp vai atuar em cinco frentes por meio dos programas de Gestão, Organização Espacial, Produtivo, Garantia de Direitos Sociais e Garantia de Direitos Ambientais que abrangem ações de recuperação e manutenção de estradas, construção de centro comunitário, diagnóstico socioeconômico e ambiental, fortalecimento da cadeia leiteira e da agroindústria, incentivo a produção de hortaliças, capacitações e assistência técnica, aquisição de patrulhas mecanizadas, georreferenciamento e Cadastro Ambiental Rural (CAR), titulação definitiva de posse da terra, zoneamento ambiental, implantação de unidades demonstrativas, recuperação de nascentes e áreas degradadas entre outras atividades que vão atender mais de 700 famílias.

O Conselho Gestor do Prasp tem atribuição consultiva, informativa e fiscalizadora com objetivo de garantir resultados na aplicação dos recursos para promover o desenvolvimento do assentamento. Além das lideranças comunitárias do assentamento São Pedro, também fazem parte do Conselho representantes da CHTP, da Prefeitura de Paranaíta, Instituto Centro Vida (ICV) e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). As ações do Prasp são desenvolvidas pela CHTP em parceria com Prefeitura Municipal de Paranaíta, ICV, Empaer, Gaia Social e  Incra.

Continuar lendo esta matéria »

CHTP promove plantio de mudas com crianças do CRAS no Dia da Árvore

22/09/2016. Publicado em Imprensa, Notícias, Novidades.

Os alunos do Centro de Referência de Assistência Social de Paranaíta (Cras), realizaram uma programação bem ecológica no Dia da Árvore, comemorado em 21 de setembro. Eles participaram de uma ação de plantio de mudas no entorno da estação de captação de água em Paranaíta, às margens do córrego Pinguim, promovida pela Companhia Hidrelétrica Teles Pires (CHTP) em parceria com as secretarias municipais de Meio Ambiente, Obras e de Assistência Social.

A atividade contou com a participação de 70 crianças e adolescentes, com idades entre seis e 15 anos, que plantaram cerca de 250 mudas de 60 espécies de árvores nativas que possuem características de fácil adaptação em áreas de mata ciliar, entre elas o ipê do mato, angelim do brejo e jatobá. No local, foi instalada uma placa para celebrar o dia da Árvore e também homenagear os alunos “semeadores” do CRAS.

“O córrego do Pinguim é responsável pelo abastecimento de água potável para a população de Paranaíta e em seu entorno existe um trecho de mata ciliar degradada que necessita ser recuperada para garantir a qualidade e a quantidade de água suficiente para atender Paranaíta. Com essa parceria, foi possível fazer o plantio de mudas promovendo um trabalho de conscientização ambiental sobre a importância das árvores na preservação da água”, pontuou a coordenadora de Socioeconomia da CHTP, Marcileny Miranda.

A equipe da empresa Elo Ambiental, responsável pela produção de mudas do viveiro Eco Vida, unidade que faz parte dos programas ambientais da CHTP, explicou aos alunos a importância das matas ciliares para preservação nas nascentes e cursos de rios, falou sobre as espécies utilizadas e passou orientações para o plantio. O aluno Thalisson Gabriel Augusto, de nove anos, plantou quatro mudas e disse que gostou da experiência: “É muito bom ver a natureza crescendo, a água produzindo. Essas árvores vão ajudar muito na conservação da água. Eu fiquei feliz de ajudar”.

A psicóloga e técnica de referência do CRAS, Silvana Tavares, falou que as crianças ficaram sensibilizadas quando souberam dos problemas ambientais nas proximidades da área de captação de água da cidade deles. “Nós abraçamos a causa. Essa é a segunda fase de uma programação de passeios do CRAS que busca salientar a importância e a conscientização das crianças e jovens quanto à necessidade de preservação do meio ambiente e das matas ciliares. Acredito que essa conscientização ambiental com as crianças, é importante tanto para elas, quanto para o município”, concluiu a profissional.

Em agosto os alunos conheceram os trabalhos realizados no viveiro de mudas Eco Vida, localizado na comunidade Entre Rios, no Assentamento São Pedro. A unidade produz mudas de espécies nativas a partir de sementes coletadas na região de abrangência da Hidrelétrica Teles Pires com objetivo de preservar as espécies por meio de ações de reflorestamento no empreendimento e seu entorno, além de recuperação de áreas degradadas.

Continuar lendo esta matéria »

CHTP e o dia da Árvore

21/09/2016. Publicado em Meio-Ambiente, Notícias.
Porque plantar faz bem para o mundo!

Porque plantar faz bem para o mundo!

Continuar lendo esta matéria »

CHTP apoia IV Seminário de Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos

29/08/2016. Publicado em Imprensa, Notícias, Novidades.

Evento terá concurso de trabalhos científicos e fotografia

A Companhia Hidrelétrica Teles Pires (CHTP) é uma das parceiras do IV Seminário de Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos, que nessa edição traz o tema Leguminosas: Importância Econômica, Ecológica e na Alimentação Humana. O evento promovido pela Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), por meio do Programa de Pós Graduação de Biodiversidade e Agroecossistema Amazônico, acontece de 13 a 16 de setembro no Museu de História Natural de Alta Floresta. Na programação estão palestras, debates, exposição de fotos e banners dos trabalhos científicos. “É muito gratificante para a UHE Teles Pires ter sido convidada para apoiar o evento da Unemat, que trata de um tema tão importante que é a alimentação humana com foco na sua importância econômica e ecológica. Sabemos da real necessidade de conciliar a produção de alimentos à preservação ambiental e, para isso, o desenvolvimento científico é um grande aliado”, destacou o coordenador de Meio Ambiente da CHTP, João Cabeza.

Concurso de fotografia

Durante o evento será realizado um concurso de fotografia. Cada participante pode inscrever até duas fotos inéditas. As inscrições para participar do concurso de fotografia terminam no dia 13 de setembro. O autor da melhor fotografia receberá certificado e premiação.

Submissão de trabalhos científicos

No IV Seminário serão avaliados trabalhos científicos inéditos que abordem as temáticas agroecologia, ciências do solo, ciências florestais, climatologia e geoprocessamento, ecologia e botânica, educação, extensão rural, fitotecnia e fitossanidade, genética e melhoramento vegetal, sociologia e zoologia. O material poderá ser elaborado por até cinco participantes e deverá ser enviado até 19 de agosto.

Cada inscrição da direito a submissão de até três trabalhos completos de seis páginas. Os certificados impressos de participação estarão disponíveis ao final do evento. Os certificados de apresentação dos trabalhos serão entregues logo após as apresentações. Os trabalhos serão publicados em formato eletrônico (CD-ROM).

Tanto para participar do concurso de fotografia e da avaliação de trabalhos científicos, quanto para assistir as palestras e debates é necessário realizar as inscrições prévias, com taxa de R$ 30 reais. Mais informações podem ser obtidas no site  www.lasaf-unemat.com.

Continuar lendo esta matéria »

Alunos do CRAS de Paranaíta conhecem projeto de reprodução de mudas da CHTP

11/08/2016. Publicado em Imprensa, Notícias, Novidades.

Cerca de 55 alunos das oficinas de dança e artesanato do Centro de Referência de Assistência Social de Paranaíta(Cras) conheceram, nos dias 28 e 29 de julho, os trabalhos realizados no Viveiro de Mudas Eco Vida, localizado na comunidade Entre Rios, no assentamento São Pedro. A unidade, cedida pela Prefeitura de Paranaíta, mantida pela Companhia Hidrelétrica Teles Pires (CHTP), produz mudas de espécies nativas coletadas na região de abrangência da Hidrelétrica Teles Pires com objetivo de preservar as espécies por meio de ações de reflorestamento no empreendimento e seu entorno, além de recuperação de áreas degradadas.

De acordo com a coordenadora de Socioeconomia da CHTP, Marcileny Miranda, esse trabalho é de extrema importância para a preservação e recuperação da floresta nativa na região e também para o conhecimento científico, já que existem poucos estudos relacionados à vegetação florestal do norte de Mato Grosso e Sul do Pará.

A equipe do viveiro apresentou aos alunos como são realizadas as etapas de coleta de sementes na floresta, os equipamentos utilizados, o processo de separação e identificação das espécies, plantio, germinação das plantas entre outras informações de forma participativa. “Os alunos viram na prática como é feita a coleta de sementes por meio da técnica de rapel, participaram de uma peça de teatro interativa sobre a importância das matas ciliares e da preservação ambiental e finalizaram a visita com o plantio de sementes. Esperamos que eles se sensibilizem e entendam como acontece todo o ciclo da floresta, o quanto é necessário, difícil e demorado recompor de novo uma floresta” explicou o coordenador do viveiro, José Piva.

A visita fez parte de uma programação especial de férias do Cras que atende crianças e adolescentes de 06 a 16 anos. A psicóloga do projeto, Silvana Tavares, relatou que os alunos puderam conhecer mais uma atividade que é realizada no município. “A gente percebeu que não existem só impactos, que a CHTP está fazendo um trabalho de reflorestamento, se preocupando com o meio ambiente e as crianças entenderam como é o processo de coleta, a produção de mudas, como funciona o viveiro e a importância de preservar o meio ambiente e isso, vão levar para toda a vida”, pontuou. O aluno Gabriel Augusto de Paulo, de oito anos, contou que gostou de conhecer o viveiro. “Achei muito bonito e entendi que se cortar e queimar todas as árvores o rio seca e tudo morre”, disse.

Continuar lendo esta matéria »

CHTP incentiva participação de pescadores em evento de capacitação

12/07/2016. Publicado em Imprensa, Notícias, Novidades.

Com objetivo de incentivar a prática de beneficiamento do pescado, a Companhia Hidrelétrica Teles Pires (CHTP) viabilizou a participação de pescadores da área de influência do empreendimento na oficina Vitrine da Carne, realizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MT) no dia 1º de julho, durante a programação da 23ª Exposição Agropecuária de Paranaíta (Expopar).

Em quatro horas de oficina o consultor do Senar, Tiago Costa explicou e demonstrou na prática técnicas de cortes e desossa do peixe, temperos e alguns pratos elaborados a base do pescado. A coordenadora de Socioeconomia da CHTP, Marcileny Miranda, explica que as técnicas de beneficiamento do pescado podem ajudar a incrementar a renda dos pescadores. “A partir do momento que o peixe in natura se transforma em filé, linguiça e outros produtos, o pescador consegue comercializar essa carne manufaturada por um valor melhor”.

Pescador desde 1990, Cedenir Machado, conta que gostou da experiência e que vai por em prática as novas técnicas para incrementar a renda. “Eu vou chegar em casa e treinar o corte e a retirada dos espinhos”, disse.

A mobilização dos pescadores foi feita pela empresa Maxgeo, que desenvolve o programa da CHTP de Monitoramento da Atividade Pesqueira na região. A ação também contou com o apoio do Senar e Sindicato Rural de Paranaíta.

Continuar lendo esta matéria »