Hidrelétrica Teles Pires

A Usina Hidrelétrica Teles Pires (CHTP), responsável por gerar energia suficiente para abastecer uma população de 13,5 milhões de habitantes.

A COMPANHIA HIDRELÉTRICA TELES PIRES coleta informações de diversas formas, em diferentes áreas do seu website. Este site usa cookies como uma parte da nossa interação com o seu navegador. A nossa política de privacidade não é aplicada a sites de terceiros, pelo que, caso visite outro site a partir do nosso deverá ler a política de privacidade do mesmo.

A COMPANHIA HIDRELÉTRICA TELES PIRES reserva-se ao direito de alterar este acordo sem aviso prévio. Deste modo, recomendamos que consulte a nossa política de privacidade com regularidade de forma a estar sempre atualizado.
Política de CookiesOK, ENTENDI
  • Português
  • Inglês
  • Espanhol

Conheça Nossa História

Acompanhe e conheça nossa história.

Erguer uma usina hidrelétrica não é tarefa fácil. Para cumprir o cronograma, entre a instalação da usina e a entrega da energia, são enfrentados e superados uma série de desafios. Ao final desse processo é possível entregar a energia elétrica que impulsiona o país.

Um dos mais complexos desafios é conseguir, em um espaço de tempo muito curto, montar toda a estrutura necessária para poder iniciar as obras. O outro é conseguir atrair um número suficiente de trabalhadores para conduzir as obras em um ritmo que atenda o cronograma estabelecido.

No dia 12 de dezembro de 2010, a Companhia Hidrelétrica Teles Pires (CHTP) obteve a Licença Prévia (LP) para instalação do empreendimento no rio Teles Pires. Para conseguir esse documento, foram realizados estudos para avaliar a viabilidade ambiental do projeto. Fatores como a localização, características e a forma de implantação do empreendimento foram inseridos no Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e no Relatório de Impacto Ambiental (RIMA).

O início da construção da Usina Hidrelétrica Teles Pires ocorreu após a obtenção da Licença de Instalação (LI), no dia 19 de agosto de 2011. O documento autorizou a construção da usina, conforme estabelecido nos termos do projeto previamente aprovado pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis – Ibama.

A Companhia Hidrelétrica Teles Pires construiu um canteiro de obras com uma infraestrutura completa que se compara a de uma pequena cidade. O canteiro de obras foi projetado para oferecer todos os serviços necessários à qualidade de vida de seus colaboradores e evitar o deslocamento deles até o município de Paranaíta, que fica a 90 quilômetros de distância. Todos os trabalhadores responsáveis pelas obras civis e eletromecânicas da usina foram instalados em alojamentos dentro do próprio canteiro de obras. No período da construção eles tiveram à disposição: ambulatório médico, consultório odontológico, farmácia, agência de correios, cinema, pizzaria, lojas, salões de beleza, sala ecumênica, lanchonete, mercadinho, lan house, lavanderia, alojamentos, quadra de esportes e refeitórios. Durante o pico da obra, em setembro de 2013, a UHE Teles Pires chegou a ter mais de 5,3 mil funcionários.

O comprometimento da Companhia Hidrelétrica Teles Pires com o desenvolvimento social e econômico das regiões abrangidas pelo empreendimento hidrelétrico é constante. A empresa investe em obras de compensação e na compra de equipamentos para as áreas de saúde, infraestrutura, educação, assistência social e segurança pública. O objetivo é promover melhorias na vida da população dos municípios de Alta Floresta, Paranaíta e Jacareacanga.

Em 14 de novembro de 2014, o Ibama concedeu a Licença de Operação (LO) nº 1272/2014 que autorizou a operação do empreendimento, após verificar o cumprimento do que consta nas licenças anteriores, como as medidas de controle ambiental e as condições determinadas para a operação. Em 08 de abril de 2019 foi emitida para a Companhia Hidrelétrica Teles Pires a 1ª renovação da Licença de Operação (LO) nº 1272/2014 2ª retificação, que renovou a autorização da operação do empreendimento até 08 de abril de 2024.